Mauro Restiffe


BELO HORIZONTE

São José do Rio Pardo, SP, 1970; vive em São Paulo

Mauro Restiffe é um dos mais importantes fotógrafos brasileiros da contemporanei- dade. A natureza autoral de sua obra e a consolidação de um estilo fotográfico marcam a sua produção. Seu trabalho baseia-se em fotografias em preto e branco, com grande variedade de tons de cinza, granuladas em razão da utilização de película de alta sensibilidade e ampliadas diretamente sobre papel mediante métodos analógicos. Esse processo meticuloso o distingue da prática corrente da fotografia atual, que faz da imagem digital um registro corriqueiro de todo e qualquer evento, seja na vida privada, seja na esfera pública, ao alcance de todo aquele que empunha um telefone celular ou uma câmera. A cidade, a arquitetura e a arte são objetos recorrentes de sua fotografia, que tem como tema, acima de tudo, a relação do sujeito com o seu entorno, desencaixado dos padrões sociais, descompassado com o tempo das instituições de poder.

As imagens de Restiffe, individualmente, condensam diversos elementos narrativos, mas com frequência são articuladas em conjuntos. A série Empossamento registra a posse para o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília. A complexidade e a pluralidade de sentidos do momento histórico estão reveladas nos elementos que integram as imagens em um só tempo. Aviões da Esquadrilha da Fumaça, o povo invadindo o gramado e rompendo protocolos oficiais, a imponente arquitetura modernista de Oscar Niemeyer (1907–2012), que consagra o presidente eleito a subir uma rampa em direção ao Palácio do Planalto, o caos da espontaneidade e da força do processo democrático e o rigor, igualmente forte, das instituições políticas ali retratadas. A essa série seguiu-se um trabalho como Inauguration [Posse, 2008], quando o artista vai a Washington retratar a posse do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em seu primeiro mandato. Nas duas ocasiões, os presidentes, que, em tese, seriam os personagens principais, não aparecem.

Julia Rebouças